CRIO 2012 - "Estratégias Vencedoras" com Eduardo Shinyashiki



O segundo dia do CRIO 2012 contou ainda com a palestra de Eduardo Shinyashiki, especialista em Desenvolvimento Humano que procurou destacar atitudes e ações que transformam desafios em conquistas.

A palestra se iniciou com o conceito: “Você faz a diferença”. A partir disso, Eduardo destacou dois tipos de pessoas: as que ficam esperando que as realidades aconteçam, e aquelas que criam as circunstâncias necessárias para que essas realidades aconteçam. Os líderes sempre criam contextos, e se o cenário agora muda de forma rápida por causa de uma dita geração Y, é porque se tornou um desafio construir um contexto Y. É dessa forma que a todo instante o mercado exige adaptação e mudança.


O palestrante discorreu sobre as Unidades de Comando, que são caminhos que o cérebro percorre por puro automatismo, em que a pessoa não questiona o ato, mas simplesmente o faz, como dar a mão quando o outro estende ou dizer “bom dia”.  A criatividade por outro lado, não percorre esse caminho. Inovação é questionar, é justamente evitar essas unidades procurando desenvolver sempre novas habilidades.

Com muito bom humor e sabendo com maestria conduzir o público que o assistia, Shinyashiki fez da plateia um coral, para posteriormente refletir sobre questões como a efemeridade do tempo e o quanto apenas dois minutos podem ser essenciais na vida de qualquer um.  As oportunidades costumam aparecer com a mesma fugacidade, e a pessoa deve perceber o momento para aproveitá-las.  A vida é curta, e é necessário entrar no tempo para deixar sua marca. Pois é nesse contexto que surgem as variáveis, que são basicamente 10% do que acontece na vida de um individuo e que não está no seu domínio. Em contrapartida, os outros 90% são justamente como esse individuo responde a essas variáveis. Porque depois que a variável se lança, resta somente decisões.  E somos por fim, frutos das nossas escolhas diante das variáveis da vida.

Eduardo Shinyashiki lançou ponderações acerca da liderança, dizendo que antes de liderar alguém é imprescindível liderar primeiramente a si mesmo. Já que esse se torna o maior desafio de uma liderança, pois existem os medos que podem se impor no caminho e atrapalhar o processo. Por outro lado, se há coragem e um projeto que guie a pessoa com foco e precisão, tudo se torna favorável no cumprimento da missão que antes se estabeleceu.

Outro ponto essencial na palestra foi a questão do Posicionamento, em que Eduardo enfatiza que a eficiência do profissional já é algo obrigatório, e o que realmente importa não é ser o primeiro da sua profissão, mas fazer um trabalho pensando em ser único. É na singularidade que se obtêm um diferencial expressivo, e no eterno desenvolvimento, o sucesso de um negócio. Dessa forma, entender o cliente e ajudá-lo a resolver seus problemas só é mais um passo para a realização efetiva do serviço. Assim como a comunicação.

Os aspectos fundamentais que devem ser levados em consideração ao se enunciar uma mensagem, principalmente no âmbito do marketing pessoal, são mais do que palavras. Segundo as pesquisas desenvolvidas por Mehrabian e Ferris, a própria linguagem verbal representa apenas 7% de uma relação comunicacional, o tom de voz (38%) e a expressão corporal – gestos, contato visual (55%) produzem mais impacto nessa interação. Comunicação é atitude e postura, e como o individuo ocupa o espaço levando em consideração mais do que o conteúdo da mensagem, mas principalmente como ela é pronunciada.

Além disso, Shinyashiki buscou destacar o entendimento do cliente. O marketing levando em consideração não só o produto, o serviço ou a emoção, mas também o propósito que motiva a compra na vida do cliente. A compreensão do outro é essencial nesse processo para aperfeiçoar a empresa e você mesmo. A partir daí, trabalhar os pontos fracos assim como os fortes, é uma pontuação interessante que somente acrescenta na meta de ser um dos melhores.

O próximo passo é pensar como um líder, enfrentando todas as adversidades que podem surgir, levando em consideração a inovação de um artista, a organização do gestor e a busca, de transformar a ideia em um negócio, do empreendedor. Com o equilíbrio dessas qualidades surge o perfil de um dono flexível, que procura alternativas, cultiva a perseverança e compreende que o desafio não é colocar ideias novas, mas sim, tirar as antigas.

Por fim, Eduardo Shinyashiki com a mesma disposição e humor que decorreu a palestra inteira, salientou que os limites não devem determinar a vida de uma pessoa. É preciso “criar novas atitudes para criar novas realidades”, ilustrando a situação ao mostrar que um japonês pode aprender a sambar assim como também pode fazer chover no meio da palestra no Palácio da Artes. Finalizando, o palestrante citou a escritora Cora Carolina: "Não podemos acrescentar dias à nossa vida, mas podemos acrescentar vida aos nossos dias".

Abaixo, um vídeo que o palestrante apresentou sobre escolhas na vida de uma pessoa:



2 comentários:

Yuri Oliveira (Hyu) disse...

Uma das melhores palestras do CRIO! Só faltou um vídeo do Eduardo sambando.

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis generique
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis vente
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ precio cialis

 
CRIA Plano © 2010 | Designed by Chica Blogger | Back to top