Tático ou Operacional?

Aqueles que já aprofundaram seus estudos sobre Planejamento Organizacional, seja ele na área da Comunicação, da Administração, ou em qualquer outra área onde é utilizado, já sabem que existem níveis diferentes de Planejamento. Na classificação mais adotada, o Planejamento se divide em níveis Político, Estratégico, Tático e Operacional. Mesmo no meio das pessoas que lidam constantemente com Planejamento, ainda existe uma certa dúvida para diferenciar o nível tático do operacional. Tendo em vista essa dúvida, resolvi tentar sintetizar o que diz respeito a cada nível, para facilitar a compreensão. Afinal, esse blog tava precisando falar um pouquinho de teoria para honrar o perfil dos planejadores...

É importante perceber que os níveis se relacionam e que funcionam numa espécie de escala, onde o nível Político engloba o Estratégico, que por sua vez engloba o Tático, e que por último engloba o Operacional, ou seja, algo definido no nível tático, por exemplo, leva em consideração as definições políticas da organização, assim como as suas estratégias definidas anteriormente.

O Planejamento Tático tem o objetivo de otimizar determinada área de resultados e não a empresa, ou organização como um todo. Portanto, trabalha com decomposições dos objetivos, estratégias e políticas estabelecidos nos níveis anteriores. É desenvolvido a níveis organizacionais inferiores, tendo como principal finalidade a utilização eficiente para a consecução de objetivos previamente fixados segundo uma estratégia predeterminada bem como as políticas orientavas para o processo decisório da empresa. É nesse nível que são definidas as ações a serem realizadas para se atingir os objetivos. Essas ações geralmente visam atingir determinado público e não a organização como um todo, por isso está inserida nesse nível tático. Ao traçar tais ações, esse nível deve considerar as seguintes questões: o que fazer? dá pra fazer? vale a pena fazer? quem faz? como fazer bem? quando fazer? funciona? Essas questões são características desse nível de planejamento, porém o nível tático consegue aprofundar um pouco mais.

O Planejamento Operacional pode ser considerado como a formalização, principalmente através de documentos escritos, das metodologias de desenvolvimento e implantação estabelecidas. Portanto, nesta situação, tem-se basicamente, os planos de ação ou planos operacionais. Os planejamentos operacionais correspondem a um conjunto de partes homogêneas do Planejamento Tático. Eles vão entrar mais a fundo em cada ação, especificando o que deve ser feito para que cada etapa da ação se cumpra. Ou seja, cuida da logística do Planejamento.

Cada um dos planejamentos operacionais deve conter com detalhes:
- os recursos necessários para o seu desenvolvimento e implantação;
- os procedimentos básicos a serem adotados;
- os produtos ou resultados finais esperados;
- os prazos estabelecidos (cronograma)
- os responsáveis pela sua execução e implantação.


Enfim, tudo aquilo que é definido no nível tático é absorvido pelo nível operacional, de modo que tudo o que é definido em um nível tem sua base nas decisões do nível anterior. As pessoas acabam confundindo esses dois níveis especificamente, pois pensam que ambos estão relacionados às ações. Mas enquanto o nível tático definem quais ações serão feitas e quais os objetivos, o nível operacional define como fazê-las, considerando tudo o que é necessário para colocá-las em prática.





5 comentários:

Anônimo disse...

Visão emocionante neste espaço, visões deste modo dão motivação ao indivíduo que ler neste sítio !!!
Escreve mais deste espaço, a todos os teus seguidores.

Anônimo disse...

Texto palpitante neste local, assuntos deste modo dignificam a quem quer que reflectir aqui .....
Faz mair quantidade deste blog, a todos os teus visitantes.

Ayume disse...

vc me ajudou muito !

Adryele Jamile disse...

Esse texto me ajudou muito no meu trabalho de Gestão Empresarial.

Stephani Marshall disse...

AJUDOU MUITO OBRIGADA , ♥

 
CRIA Plano © 2010 | Designed by Chica Blogger | Back to top