E você num vídeo viral, já pensou?

Pense na última propaganda mais legal ou interessante que você viu. Pensou? Então, ela era dessas super produções, com efeitos especiais, vários atores contratados; ou era mais simples, com poucas pessoas envolvidas, na maioria desconhecidas?

Se você respondeu a segunda opção, você está antenado nas últimas campanhas atuais! Cada vez mais, as empresas vêm buscando se conectar mais ao seu público, sem artifícios muito forçados, apenas mostrando eles em situações inusitadas, por exemplo.

Podemos citar várias dessas, mas olha só algumas que selecionamos: Uma mais atual, que saiu essa semana mesmo, foi uma entrevista para o emprego mais difícil do mundo, lançada por uma agência. Não vou estragar a surpresa, mas se trata de uma campanha para uma data comemorativa vindo aí, onde as pessoas filmadas só descobriam do que se tratava ao fim de várias propostas, um tanto loucas, sobre o trabalho misterioso.


O segundo exemplo é um filme colaborativo, ideia que surgiu para mudar a visão da Intel como uma empresa “high tech” e fria. Nesse filme, há um personagem principal , que a cada dia acorda como uma pessoa diferente, usando assim, vídeos de consumidores para criar essa mini série. A ideia principal que se quer levar é “The Beauty inside” (a beleza de dentro), mostrando que o que se tem por dentro é mais importante que o exterior. A marca em si, aparece apenas ao enquadrar esses novos rostos. O que ela vende é o conceito de marca, preocupada com o bem estar de seus consumidores.

video

De modo sutil, descontraído, as empresas, ao colocarem as pessoas em seus vídeos, mostram a proximidade que mantêm delas, procurando conhecê-las, construindo, em alguns casos, uma campanha toda com a ajuda de vídeos ou comentários dessas pessoas.

O uso de novos meios, como o Twitter, Facebook, Vine, são fundamentais para essa aproximação, que além de querer vender algo, quer construir e dividir experiências, tendo cada vez mais, uma relação mais próxima com o consumidor. A internet viabiliza essa interatividade, falando, interagindo e obtendo respostas de mais de 80 milhões de usuários (só no Brasil), facilitando levar sua marca para mais pessoas, e conhecendo mais seus clientes.

Outras variáveis são consideradas para essa predileçãoo pelas mídias digitais: a agilidade das interações, a melhor gestão da imagem da empresa, uma fonte de informações para melhorias. Alguma dúvida de que esse mercado não tem tudo para crescer cada dia mais e mais?

0 comentários:

 
CRIA Plano © 2010 | Designed by Chica Blogger | Back to top