Estrela relança Ferrorama depois de desafio


A Estrela aproveitou o que é falado nas redes sociais para relançar um brinquedo que marcou a infância de muitos pais. Acompanhando a comunidade do Orkut “Volta Ferrorama”, criada em 2005, a empresa percebeu como existiam milhares de fãs que desejavam brincar novamente com o trenzinho. Com isso, a Estrela e a DM9DDB lançaram um desafio para esses adultos: se eles conseguissem percorrer os 20 km finais do Caminho de Santiago de Compostela com o Ferrorama, o brinquedo seria relançado.
                               
É claro que eles aceitaram o desafio! O percurso foi completado depois de três dias de muitos contratempos e, como o presidente da Estrela havia prometido: o trem chegou às lojas nesse mês de agosto.


2 comentários:

Ana Rumblet disse...

Chegou onde ?? Nao vi em nenhuma loja, nem propaganda... Pura MENTIRA ISSO AI !!!

Anônimo disse...

Acabei de comprar a edição limitada do Ferrorama XP100, na Ri-Happy. Vamos aos detalhes:

• A embalagem que acomoda o trem, trilhos, vagões etc não é de isopor, mas de papelão vermelho (acho que pra tentar baratear e, mesmo assim, não sai por menos de R$219,00, em até 6x no cartão);
• O trem, vagão cargueiro e carvoeiro são idênticos ao clássico, porém, não há detalhes pintados ou adesivos pré-colados; vêm uma cartela com adesivos para você adesivar o nº do trem, laterais, carvoeiro, porta do vagão de carga, sinaleiro e comando de retorno;
• Ainda na locomotiva, o que difere esta do XP100 original é a cor da tinta das rodas, que não é cromada, mas um cinza tom de aço escovado, mais escuro que o cromado, porém meio fosco;
• O molde usado nos trilhos parece o mesmo, porém não tem a pintura cromada que dava aquela impressão de serem de ferro, é todo preto (acho que aquela edição Beto Carreiro, a última, já era assim);
• O material plástico usado parece ser melhor que aquela versão vergonhosa de 2010, embora tenha perdido um pouco do charme nos trilhos, pela ausência do cromado.

Em suma, pra quem quiser e puder comprar, acho que não se arrependerá como se arrependeram aqueles que compraram o “ferrorama” 2010; é bom para aqueles que querem aumentar suas composições e trilhos ou simplesmente guardar para esperar valorizar quando o mesmo tiver esgotado para depois vender no Mercado livre, ou para quem quer apenas tê-lo como uma lembrança nostálgica e deixá-lo de troféu, como eu. Li um comentário que a continuação do relançamento das próximas edições: XP200, 300, 400 etc, dependerá do sucesso das vendas desse modelo mais básico (1º Ferrorama), assim como já se fala em lançarem até o Falcon. Se o mercado absorver bem os brinquedos de época, estará aberto um novo nicho: brinquedos para colecionadores. Quando entrei na loja vi desde o Playmobil até aqueles forte-apaches com soldadinhos, índios, cavalos, aqueles que vendiam de baciada nas Lojas Americanas nos anos 80, bem melhores que esses brinquedos desproporcionais e surreais que vendem agora!
Mas a pergunta fica: se esse modelo XP100 – caixa básica – saiu por mais de 200 pilas, quanto cobrarão no XP 500 se o lançarem um dia?
Tem que ser pra fã mesmo e sem medo de gastar, né? Detalhe: esse não é made in China,pois vêm gravado Made in Brazil – Estrela, sob a locomotiva.

 
CRIA Plano © 2010 | Designed by Chica Blogger | Back to top