No Facebook: a interatividade como estratégia


(foto de capa da página do Guaraná Antártica no Faecbook)

Domingo, dia que muita gente não gosta de interagir com ninguém, preferindo ficar o dia inteiro desmaiado no sofá, estou aqui para falar de interatividade. Mas, calma. A interatividade que eu estou falando é aquela que basta um curtir ou um compartilhar, basta, no máximo, uns 2 cliques!


Em outro post meu aqui falei da importância da interação com o consumidor por meio de promoções, campanhas. Para falar disso, até citei aquela campanha da Ruffles em que qualquer um poderia criar um sabor pra batata da onda.
Hoje, vim comentar um pouco do que as marcas andam fazendo em suas fan pages pra conquistar curtidores e ganhar compartilhamentos. Dando uma pesquisadinha, encontrei que, no Brasil, entre as páginas mais curtidas estão a do Guaraná Antártica, a da Skol, a da L’oreal Paris Brasil e por último a do Vagalume. Com exceção da L’oreal Paris Brasil, todas as outras páginas citadas comemoram as curtidas recebidas e tem em suas fotos de capa os números que indicam a conquista de ter milhões curtidas. Bacana, né?

É interessante perceber que mesmo no Facebook, tem como uma página ser pouco interativa, caso não envolva, de certa forma, os usuários na produção de conteúdo.
Isso pode ser alcançado não atualizado com determinada frequência ou, por exemplo, não respondendo possíveis questões trazidas pelos fãs. Esse tipo de página envolve a chamada one-way communication, que é informativa por natureza e que não pede por uma resposta, um feedback dos usuários (definição retirada do livro The Political Competence of Internet Participants, de Henrik Serup Christensen e Åsa Bengtsson).
O que percebo dessas páginas é que elas se mostram interativas no que diz respeito ao conteúdo: porque elas não são meramente descritivas dos produtos/serviços a que se referem e também porque envolvem assuntos relacionados ao imaginário do que se considera rotineiro para as pessoas (não falando só do produto/serviço). O que, nas postagens dessas páginas, faz referência à marca pertencente é a padronagem seguida pelos spams (mesma tipografia, mesmo background, etc), característica marcante dos spams do Guaraná.

A fan page do Guaraná Antártica é a página brasileira com mais curtidas, ultrapassando os 7 milhões. E o conteúdo que ela posta também perpassa por essas situações do cotidiano, assim como das combinações perfeitas (“Deu vontade? Compartilha”, "Compartilha pra provocar a galera" e outras chamadas): Guaraná com pizza, com feijoada.. fica até difícil não curtir, hein?


Ah, e não podia me esquecer do mais novo perfil (e que alcançou mais de 1 milhão de curtidas em um mês) de sucesso do Facebook: pra quem ainda não conhece, estou falando da Gina Indelicada que é um exemplo de que a interatividade no Facebook dá certo: além de compartilhar imagens de diálogos da embalagem de palitinhos, o responsável por atualizar essa página, Rickk Lopes, faz várias atualizações por dia. Sem contar que conta com um conteúdo descontraído, com uma linguagem super acessível, o que também é uma dica para se manter próximo aos curtidores.
Lembrando que Rickk Lopes ainda não tem nenhum vínculo com a marca, mas já foi chamado para uma conversa com os executivos da Rela Gina.
(foto de capa da Gina Indelicada no Facebook)

6 comentários:

Nerissa Araújo disse...

Gostei muito do texto realmente o facebook hoje é uma ferramenta acessível a uma grande parte da população mundial e empresas como essas podem usá-lo para a divulgação da marca com propagandas e promoções. Claro que essa ferramenta pode não dar certo. Como tudo que envolve o público deve-se saber utilizar as palavras, o conteúdo e o modo de comunicação mais correto, interativos e divertidos possíveis. Além disso, nesses meios de comunicação tudo fica ultrapassado muito rápido, para contornar isso os canais de entretenimento e as empresas que utilizam o facebook, por exemplo, devem ser o mais inovadoras possível para que as mensagens postadas não se tornem chatas e repetitivas.

Isabela Guimarães disse...

Aproveitar a extensão do público e ficar por dentro do que as pessoas procuram numa rede social é realmente muito importante, né Nerissa?

E igual vc falou, a velocidade que isso tudo acontece (e muda) é alta, então acredito que é imporante sempre ficar atento pras repercussões das publicações para poder analisar quando esse tipo de mudança acontece. :)

Volte sempre, querida! :D

Melissa Neves disse...

Falando como internauta, sem pensar muito nos criadores das páginas (apesar deles também serem internautas) esse primeiro é quem realmente ganha nessa história de interatividade... Nas horas livres, ou mesmo nos pequenos intervalos, não tem coisa melhor pra rir a toa ou admirar a criatividade desses que criam esse tipo de página. Mais do que poder nos conectar com pessoas, a rede nos conecta a muitas boas ideias!
Excelente post Bela!

Melissa Neves disse...

Falando como internauta, sem pensar muito nos criadores das páginas (apesar deles também serem internautas) esse primeiro é quem realmente ganha nessa história de interatividade... Nas horas livres, ou mesmo nos pequenos intervalos, não tem coisa melhor pra rir a toa ou admirar a criatividade desses que criam esse tipo de página. Mais do que nos conectar às pessoas, a rede nos conecta a muitas boas ideias!
Excelente post Bela!

Isabela Guimarães disse...

Melzita arrasando até nos comentários! Concordando com vc, esses sites também fazem parte do meu dia quando a hora é de entretenimento.
Obrigada, sua fofa! <3

Antonio B Duarte Jr disse...

Gosto muito dos artigos do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Tecnico em Informatica. Antonio B Duarte Jr

 
CRIA Plano © 2010 | Designed by Chica Blogger | Back to top